Como tratar o melasma?

Nesta época do ano a procura pelos tratamentos para melasma e clareamento de pele é muito grande! Por isso este post é para esclarecer um pouco sobre os tratamentos e porque é tão importante a associação dos mesmos.

O melasma é uma condição inestética que acomete principalmente mulheres em idade fértil e muito raramente os homens. Está relacionada ao uso de anticoncepcionais, gravidez, lactação, exposição solar sem proteção, inclusive à luz visível. É uma doença crônica (não tem cura, porém melhora significativa e controle da hiperpigmentação), não contagiosa e com etiologia não totalmente esclarecida. Onde ocorre um desiquilíbrio da produção de melanina (produzida pelos melanócitos), provocados por fatores internos e externos.

É caracterizado por manchas escuras ou acastanhadas na pele, mais comum na região da face, principalmente região malar bilateral (bochechas), nariz, ao redor da boca e testa.

TRATAMENTOS

Atualmente os tratamentos são feitos através de Peelings, Laser, além de produtos tópicos e de uso oral ( ação antioxidantes ), e sem dúvida, o uso de Protetor Solar e a exposição à luz solar e visível. O exame clínico deverá ser feito por um profissional capacitado, que irá realizar uma análise das manchas, grau, tempo, condição da pele, entre outros, adequando desta forma, o melhor tratamento.

Fotoproteção: É a parte mais importante do tratamento, para que este tenha efeito e seja seguro. É melhor método de prevenção contra o melasma. De preferência protetores solares físico e químico, com proteção contra UVA e UVB. Dicas aqui 

Cremes: O uso dos cremes durante o tratamento são indispensáveis, pois estes agem tanto na melanina já depositada na pele, como na sua produção, alguns bloqueando a ação da enzima Tirosinase (enzima que contém cobre, envolvida na transformação da L-tirosina, para dopaquinona, que ocorre através de duas etapas: hidroxilação da L-tirosina, para L-3,4-dihidroxifenilalanina (L-DOPA), seguido da oxidação deste último para orto-quinona (dopaquinona). A dopaquinona é transformada posteriormente através de várias reações para produzir a melanina). Além disso, os cremes são importantes para estimular a renovação celular, fortalecer a junção dermoepidérmica, aumentar a resistência contra os danos provocados pelos raios UVB e UVA, diminuir a hiperpigmentação, entre outros.

Suplementos orais: Neste caso, entram os antioxidantes, responsáveis pela diminuição da formação de radicais livres, estresse oxidativo. Auxiliam na proteção da membrana celular, fortalecendo e reparando os danos causados pelos radicais livres, alguns contendo Omega 3, responsável pela diminuição do processo inflamatório, além de estimularem a formação das fibras de colágeno. Outro suplemento oral bastante utilizado é o fotoprotetor oral, que contém o Pycnogenol que é uma substância antioxidante eficaz na prevenção e no tratamento dos danos desencadeados pela exposição solar, como o melasma e o Oli-Ola, que são cápsulas feitas a partir do fruto da oliveira, ajuda a combater o processo de envelhecimento da pele causado pela exposição solar, redução das manchas.

 

 

 

 

Alini Rios

Sou Biomédica e pós-graduada em Biomedicina Estética. Nascida em Santa Rita do Passa Quatro/SP. O Blog Estética Splendore foi criado em Setembro de 2015, com a finalidade de compartilhar meus conhecimentos no mundo da estética, que vem crescendo a cada dia. Sou geminiana, nascida em 12 de Junho e tenho como adjetivos a criatividade e a curiosidade.
Quero dividir meus conhecimentos e aprender com meus leitores!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: